segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Happy hour revigora o coração do centro antigo de SP

11/11/2012 - Folha de São Paulo

OLÍVIA FLORÊNCIA

Alguma coisa acontece no coração do centro histórico de São Paulo. No cruzamento das ruas São Bento e Quitanda, ao lado da praça do Patriarca, duas mesas brigam para ocupar o mesmo lugar no espaço. O pedacinho ainda é disputado por quem está de pé, esperando sua vaga no Alhambra Café para "esfriar a cabeça" depois do trabalho.

Perto dali, na praça Antônio Prado, as mesas lotam o lado de dentro e o lado fora do bar São Jorge -- e mais uma fila. Abaixo, o samba rola solto no Planeta Frutas e ecoa pela avenida São João.

Victor Moriyama/Folhapress

Público aproveita happy hour e enche as mesas em bar no largo do Café, no centro da cidade
O que acontece no centro paulistano é que os bares da região voltaram a "ferver" nos happy hours.

A revisora Aline Moreira, 24, está sempre por ali. "O movimento tem aumentado mesmo. Nunca tem lugar", diz, devidamente instalada em uma das disputadíssimas mesas com mais duas amigas.

A estratégia para garantir o lugar é combinar de uma delas chegar mais cedo, conta.

Felício Salomão, sócio do Salve Jorge, sentiu que o movimento aumentou. "Principalmente com a presença de jovens e empresas se instalando no centro."

TRÂNSITO E ECONOMIA

Segundo Ruy Barros, consultor do Sebrae, pesquisas mostram que, quanto pior está a economia, melhor é para os bares. "A lógica é: temos dinheiro, vamos viajar. Não temos, vamos beber."

Mas essa conclusão não é consenso. O superintendente da associação Viva o Centro, Marco Antonio de Almeida, acha que o sucesso do happy hour no centro tem dois motivos: o aumento do número de faculdades na região e o trânsito entupido do fim da tarde.

Para ele, cada vez mais os trabalhadores preferem "fazer hora" na região, para deixar o horário de pico passar. Já os estudantes ficam à espera das aulas à noite.

O maior o movimento também tem influência dos eventos culturais, de acordo com Marcos Mantoan, gerente do CCBB-SP (Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo), instalado na rua Álvares Penteado. Ele cita a mostra "Impressionismo: Paris e a Modernidade", que ficou em cartaz no centro cultural entre agosto e outubro passado e atraiu milhares de pessoas para lá -foi um público de 325 mil em 58 dias de exposição, segundo ele.

"Desde que o CCBB veio para São Paulo, em 2001, muitas atividades voltaram para a região. A mostra veio coroar essa requalificação. A maioria do público nunca tinha vindo ao centro antes", diz.

O QUE VEM POR AÍ

Álvaro Aoas, dono do tradicionalíssimo Bar Brahma, na avenida São João, afirma que o poder público tem que investir mais ali.

"É charmoso usar o centro para o happy hour. Teremos um evento de repercussão mundial em 2014 e ninguém tem dúvida de que todo mundo vai passar pelo centro", diz.

Ele conta que negocia a abertura de um "espaço bombástico" na região. "A ideia é ter um lugar com um grande espetáculo permanente dentro do bar", adianta.

Facundo Guerra, empresário da noite de São Paulo, dono do Vegas e do Volt, resume o que parece ser uma tendência na cidade. "Todos os meus negócios, agora e no futuro, serão no centro."

+ CANAIS
Acompanhe a editoria de Cotidiano no Twitter
Acompanhe a Folha no Twitter
Conheça a página da Folha no Facebook
+ NOTÍCIAS EM COTIDIANO
Chuva deixa zona norte de SP e marginal Tietê em estado de atenção
Suspeito é morto pela PM em SP; vítimas de homicídio chegam a dez
Incêndio destrói lojas na Rua das Noivas, em SP
+ LIVRARIA
Cirurgião tentou implantar coração de porco em paciente
Ex-policial escreve sobre caso de empresário japonês esquartejado
Confronto entre PCC e PM na Baixada Santista é recorrente, diz livro
'Kafka para Sobrecarregados' dá sequência a 'Nietzsche para Estressados'
Minhocão é o desastre urbanístico da ditadura, diz autor
LIVRARIA DA FOLHA

GONZAGUINHA E GONZAGÃO
Regina Echeverria
De: 39,90
Por: 33,90
COMPRAR
MÚSICAS PARA CHURRASCO (DVD)
Seu Jorge
De: 44,90
COMPRAR
Variação exagerada de humor pode ser sinal de síndrome de borderline
Massacre do Carandiru pariu o PCC, diz Drauzio Varella
Leia trecho do guia 'Desembarcando o Alzheimer'
Guerra não acaba em um dia, diz ex-diplomata
Autora conta como foi violentada pelo pai na infância
Coleção de idiomas "15 Minutos" ganha desconto de 30%
Anuncie aqui
Links Patrocinados
Crédito de Até R$ 600 mil
Crédito com Garantia de Imóvel! Liberação em 7 Dias. Confira!
www.intermedium.com.br/Emprestimo
Halo 4 Lançamento Mundial
O Universo nunca mais será o mesmo. Descubra em Halo 4! Compre Agora!
www.xbox.com/Halo4
Alambiques Santa Efigênia
Compre os Melhores Alambiques e Acessórios com Incríveis Preços!
www.alambiquessantaefigenia.com.br
Comentar esta reportagemVer todos os comentários (0)
Termos e condições



Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário